Postagens

Mostrando postagens de Agosto 22, 2011

Evento: III Fórum Amazônico de Software Livre.

Imagem
A Comunidade Open Tapajós Software Livre, através da assessoria de comunicação, informa sobre a 3ª edição do FASOL, um evento com o objetivo de difundir o conhecimento, experiências e ações em Software Livre. Com o tema “Linux Business – Cresça com sua empresa usando software livre”, será realizado entre os dias 30 de agosto e 02 de setembro de 2011 no Instituto Federal do Pará (IFPA), campus Santarém, com palestrantes de nível nacional e internacional.

Promovido anualmente, a 3ª edição do Fórum Amazônico de Software Livre acontece em parceria com o  IFPA. É de responsabilidade da Comunidade Open Tapajós Software Livre, uma organização sem fins lucrativos criada pelos idealizadores do FASOL como forma de desenvolver atividades de divulgação e uso de Softwares Livres.

Realizado em Santarém, cidade localizada no interior do Pará e no coração da Amazônia, o FASOL já é o ponto de encontro das comunidades, militantes e usuários de Softwares Livres desta região, além de ser fonte de informaçõ…

A divisão do Pará só favorece as elites políticas.

Por: Andreza Rodrigues. Em comentário sobre: Pesquisa Vox Populi sobre a divisão do Pará
Não sou paraense, mas moro no sudeste paraense a mais de 20 anos (Redenção), professora de História e me posiciono CONTRA A DIVISÃO DO PARÁ, por motivos bem racionais: O paraense tem que se conscientizar que a divisão só vai favorecer as elites políticas que tem INTERESSES PESSOAIS com essa divisão. O Pará está se desenvolvendo agora, portanto, é momento de unir forças para todos crescerem juntos. Não dá para querer enganar a população e defender que tamanho territorial e distância da capital dificulta a gestão pública, com a internet esse argumento NÃO MAIS SE JUSTIFICA, o problema da má gestão é desvio de dinheiro público, ou seja, é a CORRUPÇÃO QUE ESTÁ NA VEIA DE BOA PARTE DOS POLÍTICOS! Isso sim é um grande problema nacional e um entrave ao desenvolvimento de qualquer estado, não diferente no estado do Pará.
E o mais intrigante é essa forma que foi proposta a divisão: como pode o Pára que é o p…

Santarém: Governo reuniu com SINPROSAN

A secretária municipal de Educação e Desporto de Santarém, professora Lucineide Pinheiro, recebeu na tarde do dia  (19), uma Comissão do Sindicato dos Profissionais das Instituições Educacionais da Rede Pública Municipal de Santarém (SINPROSAN), para discutir sobre a implementação da lei 11.738 – do Piso Salarial Nacional dos Profissionais do Magistério.
Na oportunidade, a titular da SEMED informou aos representantes da categoria que o governo municipal já está fazendo um levantamento sobre os impactos financeiros que a implementação do piso irá trazer.  “Neste encontro fica claro que Sindicato e governo precisam caminhar juntos, discutindo os pontos necessários para se chegar ao pagamento do piso salarial”, destacou Lucineide Pinheiro.
Como encaminhamento do encontro, ficou definido que o governo municipal irá agendar outra reunião com o SINPROSAN para iniciar a discussão financeira a partir do levantamento de dados que já estará concluído, facilitando, dessa forma, o debate e resposta…

Pará: Antecedentes criminais será emitido pela internet.

A informatização do banco de dados da Polícia Civil, medida que faz parte das diretrizes do Sistema de Segurança Pública do Estado, vai permitir que ainda este ano, qualquer cidadão possa obter o Atestado de Antecedentes Criminais via internet. O documento, emitido pela Diretoria de Identificação “Enéas Martins” (DIDEM), poderá ser requisitado por meio do portal da instituição.  O serviço virtual funcionará aos moldes do agendamento eletrônico para emissão da carteira de identidade, criado no início do ano. Para criar o serviço de emissão via internet do Atestado, a Polícia Civil está inserindo fichas criminais em um sistema informatizado. Até agora, 300 mil delas já foram inseridas na base de dados da corporação, o que corresponde a 80% do total de registros existentes.

Calendário do plebiscito

2 de setembro – Último dia para que integrantes da Assembleia Legislativa do Pará, da Câmara dos Deputados e do Senado Federal se manifestem sobre o interesse de formar frente para defender uma das correntes de pensamento que serão temas do plebiscito. Essa manifestação deverá ser feita perante o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) e as mesmas frentes devem pedir o registro também ao TRE até o dia 12 de setembro.
11 de setembro (três meses antes do plebiscito) - Último dia para que o cidadão, que pretende participar do plebiscito, procure a Justiça Eleitoral para providenciar alistamento, 2ª via do título de eleitor, transferência de domicílio ou regularizar qualquer pendência. Após esse prazo, tais serviços continuarão a ser prestados pelos cartórios eleitorais, porém o eleitor não poderá votar no plebiscito de 11 de dezembro de 2011.
12 de setembro – Último dia para que as frentes (contra ou a favor da divisão do estado) possam fazer pedido de registro junto ao T…