Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 26, 2012

Deputado propõe a proibição das trasmissões de lutas em TV

Imagem
O deputado José Mentor(foto) (PT-SP), é autor do Projeto de Lei 5534/2009, que, como está definido em seu artigo 1º, veda às emissoras de televisão em todo o território nacional, abertas ou por assinatura, “a transmissão de lutas marciais não olímpicas”, ou seja, “combates físicos pessoais” não reconhecidos pelo Comitê Olímpico Brasileiro.
Em seu artigo 2º, o projeto diz que as lutas marciais “não violentas”, inclusive as não olímpicas, podem ser transmitidas pela TV, “desde que essa condição [não violenta] seja previamente atestada pelo Conselho Nacional de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana”. O descumprimento da lei, arremata o projeto, implica multa de R$ 150 mil, valor que será aplicado em dobro em caso de reincidência. Caso a emissora incorra em desrespeito à legislação, sua concessão pública será cassada.
O alvo prioritário do projeto é o chamado MMA – “Mixed Martial Arts”, ou Artes Marciais Mistas, o antigo “vale-tudo” que, mesmo com regras novas com a intenção de torná-lo meno…

Farc anunciam fim de sequestros

As Forças Armadas Revolucionárias Colômbianas (Farc) anunciou neste domingo que vai renunciar à prática do sequestro de civis como mecanismo para financiar economicamente suas atividades. Em comunicado oficial na página do movimento a secretaria afirma: "Muito já se falou sobre as detenções de pessoas, homens ou mulheres da população civil, que realizamos com fins de sustentar nossa luta (...) Anunciamos também que a partir desta data proscrevemos a prática em nossa atuação revolucionária... Está na hora de começar a esclarecer quem e com qual propósito sequestram hoje na Colômbia"
Em dezembro as Farc anunciaram a intenção de deixar em liberdade seis de um grupo de dez reféns mantidos em cativeiro há mais de 12 anos. (essa libertação não aconteceu , segundo as Farc, porque a área aonde os reféns seriam liberados estava militarizada)
Com informaçõesda Folha

Termina o horário de verão

Os moradores da Bahia e das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão atrasar seus relógios em uma hora à 0h deste domingo (26), com o fim do horário de verão. A medida tem como objetivo diminuir o consumo de energia nos horários de pico, aumentando a segurança do sistema.
A expectativa do governo federal é de que neste ano a adoção do horário de verão tenha gerado uma redução entre 4,5% e 5% na demanda de energia do horário de pico, nas regiões onde o sistema foi adotado. A redução total de consumo para o país deve ficar em torno de 0,5%, com uma economia entre R$ 75 milhões e R$ 100 milhões para o país durante o período.
O principal ganho para a sociedade com a adoção do horário de verão é o aumento da segurança e da qualidade do suprimento de energia, segundo o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ildo Grüdtner. Além disso, com a redução da demanda, não é preciso fazer novos investimentos em usinas hidrelétricas ou acionar energia de usinas termelétricas…