Postagens

Mostrando postagens de Novembro 23, 2011

Sintepp de Santarém apoia o SIM

Imagem
[caption id="attachment_10009" align="alignleft" width="300" caption="Sintepp Santarém apoia o SIM ao Tapajós"][/caption]

O Sintepp de Santarém, logo após a sessão desta quarta-feira 23/11/2011, solicitou espaço na Câmara e reuniu com o presidente José Maria Tapajós e seus pares Henderson Pinto, Erasmo Maia, Emir Aguiar, Valdir Matias, Evandro Cunha, Carlos Jaime, Reginaldo Campos, Gerlande Castro, Ivete Bastos e Marcela Tolentino, para registrar a indignação do Sindicato com o governo do estado do Pará em não cumprir a lei nº 11738/2008 que regulamenta do piso nacional salarial e com o Sintepp da capital, que tomou a decisão de retornar as aulas, sem ouvir o Sintepp do Oeste do Pará.
Na ocasião os professores da rede estadual, através de faixas, declararam seu apoio ao voto SIM no plebiscito de 11 de dezembro e convocaram o povo paraense para a campanha do SIM, para o bem da educação e o bem estar da população em geral.
Ascom/CMS

A emancipação é um direito sagrado

Por: Guilherme de Carvalho  (pelo contato do blog)
Minha visão, na questão da redivisão do Estado do Pará, é de emancipação política.
O conceito de separatismo induz as pessoas pensarem de maneira emocional, gerando animosidades desnecessárias e inconvenientes, que não ajudam em nada.
A emancipação tem um conceito bem diferente, pois,  trata-se de um processo, natural, reconhecido facilmente em qualquer lugar do planeta.
Um exemplo sugerido pelo ambiente da família: Os pais, preocupados com o futuro de seus filhos, investem mais da metade do que ganham, na educação dos filhos, colaborando em sua necessária emancipação. A emancipação é um direito sagrado que a pessoa detém no sentido de cuidar de seu próprio destino.
Toda região ou localidade tem  sua história, características próprias,   problemas e soluções próprios, sonhos , anseios, cultura,  principalmente em nosso país com dimensões continentais.
Com o passar do tempo, o povo de determinada região desenvolve um sentimento especial que …

Aulas só até março

Diferente da proposta apresentada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), quando a previsão era de que o ano letivo terminasse apenas em abril, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) apresentou, na manhã de ontem, o calendário de reposição dos dias perdidos no ano letivo de 2011, que será concluído mais cedo. O ano letivo só deve terminar no dia 27 de março de 2012.
Segundo o secretário adjunto de ensino da Seduc, Acácio Centeno, a secretaria não estabeleceu um calendário único porque algumas escolas não aderiram à greve, que durou 34 dias letivos e que foi encerrada na última sexta-feira. Em decorrência disso, ele afirma que cada escola determinará como irá acontecer a reposição desde que obedeça à orientação de término do ano letivo em março de 2012. “Temos escolas que começaram o ano letivo em fevereiro de 2011 e não paralisaram na greve, então, a Seduc orienta as escolas para que elaborem um calendário escolar específico”, disse. “Apenas 18% das …