Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 21, 2014

HRBA é certificado como Hospital de Ensino

Imagem
[caption id="attachment_12077" align="aligncenter" width="166"] HRBA[/caption]
O Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém, recebeu a certificação como Hospital de Ensino, pelo Ministério da Saúde. A certificação é almejada desde que se formou a primeira turma de médicos da Uepa, em Santarém, há dois anos, pois abrirá a possibilidade dos novos médicos fazerem especialização sem sair da região, ajudando a reduzir o déficit de profissionais da área médica no interior do Pará. (Agência PA)

Publicado edital para obras do Aeroporto de Santarém

Imagem
Infraero


[caption id="attachment_15086" align="aligncenter" width="557"] Aeroporto de Santarém[/caption]
Infraero publicou ontem (20/2), no Diário Oficial da União, o edital para contratação de empresa para execução da reforma e ampliação do terminal de passageiros e estacionamento do Aeroporto de Santarém/Maestro Wilson Fonseca (PA). A abertura da concorrência está marcada para o dia 24/3 e o investimento previsto é de R$ 8,44 milhões.
As obras incluem a construção de nova sala de embarque, a ampliação das atuais salas de embarque e desembarque e ampliação do saguão, novos sanitários, aperfeiçoamento da acessibilidade do terminal, além da troca da cobertura e do forro. Com a ampliação, o estacionamento ocupará área de 4,8 mil m², contemplando a criação de 160 novas vagas e reorganização das vagas existentes, totalizando 249 unidades.
Os trabalhos deverão ser executados em 450 dias, contados a partir da assinatura da Ordem de Serviço, documento que autoriza o…

Seduc estuda implantação do "Faceduc"

Na última quarta-feira, 20, no Centro Integrado de Governo (CIG), a Organização de Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) Ama Brasil apresentou à Secretaria de Estado de Educação do Pará (Seduc) um projeto de plataforma educacional destinada a alunos, professores, técnicos e gestores. O projeto se chama “Faceduc”, uma espécie de Facebook destinado à área educacional, onde os alunos irão compartilhar conteúdos, assistir a vídeo-aulas e ter acesso aos conteúdos publicados pelos professores, criando assim uma rede de conhecimento.
A intenção é fazer com que os alunos, com o uso dessas novas tecnologias, possam se interessar mais pelas aulas e interagir de forma diferente com os seus colegas de classe, professores e gestores.
O projeto deve ser analisado e estudado pela Seduc.
Informações da Agência Pará