Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 25, 2011

Tiririca vai ser membro efetivo da Comissão de Educação e Cultura da Câmara

Imagem
O deputado Francisco Everardo Oliveira Silva, o palhaço Tiririca, vai assumir uma vaga na Comissão de Educação e Cultura na Câmara dos Deputados. A informação foi confirmada ao O Dia Online pelo líder do PR, partido do deputado, na Câmara, Lincoln Portela (MG).

Cada deputado tem direito de participar de duas comissões. Tiririca havia pedido a participação na Comissão de Educação, da qual será membro permanente, e também na Comissão de Turismo e Esportes, para a qual não conseguiu ser indicado pelo partido
Segundo o líder do PR na Câmara, Lincoln Portela (PR), Tiririca foi indicado para a comissão já que cultura é a sua área. Para Portela, ele é o palhaço mais vitorioso do Brasil.

"Cultura é a área dele. Ele pode não ser da área de educação em certo sentido, mas ele é um representante inegável da cultura. Tiririca é o palhaço de maior êxito do Brasil. Ele vai poder dar com uma boa parcela de contribuição para a comissão, com toda a experiência que ele tem na área", afirmou Linco…

Governador e secretários ganham reajuste de 70%

Um dia depois do Senado confirmar o salário mínimo em R$ 545, os deputados estaduais do Pará aprovaram decreto aumentando a remuneração do governador, Simão Jatene; do vice, Helenilson Pontes e dos secretários de Estado. O reajuste médio foi de 70%.
O governador, que tinha salário de R$ 14.860, passará a receber o mesmo valor que recebe hoje o presidente da Assembleia Legislativa do Pará. Com um aumento de 66% na remuneração dos deputados, aprovado no início deste mês esse valor fica em R$ R$ 24.050. O presidente da AL recebe o equivalente ao salário do deputado - R$ 20.025 – mais uma adicional a título de representação.
O vice-governador terá o mesmo salário dos deputados e os secretários que hoje têm salário de R$ 11.145 passarão a receber R$ 17.035, o equivalente a 85% do que recebem os deputados. Essas serão as remunerações brutas sobre os quais incidem impostos e contribuição previdenciária.
A aprovação do decreto foi um quase consenso. Apenas o deputado Edmilson Rodri…