Postagens

Mostrando postagens de Maio 21, 2011

Pantera janta o Mapará.

Imagem
Final de jogo no Barbalhão. Uma partida que pareceria fácil para o time santareno acabou ficando complicada a partir do segundo tempo, quando a equipe do Cametá fez dois gols no São Raimundo. Apesar do susto  o  pantera venceu o rival por 3 x2 na primeira partida da semifinal do parazão 2011. Leandro Guerrerio aos 11 minutos do primeiro tempo abriu o placar para o time da pérola do tapajós com um chute de fora da grande área, sem chances para o goleiro André. Aos trinta e dois o Zagueiro Thiago Junior, com uma cabeçada,  ampliou para o pantera que finalizou a partida com o terceiro gol aos 40 minutos ainda no primeiro tempo. O Mapará diminui no inicio do segundo tempo com Ruan e logo em seguida com Robinho, sufocando a equipe alvinegra, mas não foi suficiente para reverter o placar em favor do Cametá  que acabou sofrendo a primeira derrota nas semifinais. O jogo da volta acontecerá no próximo sábado, no Bacarau, na cidade de Cametá.

ll Colóquio de enfrentamento ao Bullying nas escolas de Santarém.

Imagem
Local: Auditório Fernando Guilhon - Casa da Cultura

Data: 25/05/2011

Hora: 08h00

Público alvo: Pedagogos,Gestores,Acadêmicos, e demais educadores interessados no assunto.
Promover discussões e buscar maneiras de prevenir a prática do Bullying nos espaços escolares são uma das ações do evento.

Deus, abençoai o Estado do Tapajós!

Imagem
[caption id="attachment_5186" align="alignleft" width="80" caption="Paulo Paixão"][/caption]
No blog do JK
Uma vez estávamos, eu e meu amigo Rui Saraiva, na orla de Juruti, quando aproximou-se do seu porto um navio que vinha de Manaus com destino a Santarém, com escala em cidades intermediárias, incluindo Juruti. Pois bem, nesse momento, um alvoroço tomou conta do cais da cidade, então, nos aproximamos para ver melhor o que se passava. O motivo da agitação fora a chegada do navio que atracaria no porto e rumaria, ato contínuo, para Santarém. Nesse instante escutamos dos pescadores e estivadores a seguinte conversa:

- Pra onde vai este navio?
- Vai pra Capital?
Ouvindo isso fiquei espantado, pois, soubera que dito navio só chegaria até Santarém. Deste modo, perguntei a um transeunte que se apressava a ir para o cais de atracação:
- Este navio não vai para Santarém?
- Vai sim.
Foi, então, que o meu amigo Rui compreendeu minha preoc…

Homem ameaça explodir avião da TAM.

Um pas­sageiro ameaçou ex­plodir uma aeronave que saiu de Porto Se­guro para São Paulo com escala em Sal­vador no início da noite desta sexta-feira (20). O co­man­date do Air Bus 321 da TAM emitiu sinal de ameaça de bomba para a torre de co­mando e o avião fez um pouso de emergência no Aero­porto Luis Ed­uardo Ma­gal­hães. Todos os 129 pas­sageiros foram re­ti­rados da aeronave e até as 21h30 aguar­davam no saguão do aero­porto.

A ameaça partiu de um homem de aprox­i­mada­mente quarenta e cinco anos que teve a ba­gagem re­vis­tada e foi de­tido pela Polícia Fed­eral. Se­gundo a In­fraero, o pas­sageiro que é nat­ural de São Paulo e reside em Ar­raial da Ajuda, em Porto Se­guro, ap­re­sen­tava si­nais de em­briaguez.
B. Floresta

Entidades científicas pedem suspensão do licenciamento de Belo Monte.

Vinte associações científicas, entre elas a Associação Brasileira de Antropologia (ABA) e Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), pedem à presidente Dilma Rousseff a suspensão do licenciamento da usina hidrelétrica de Belo Monte, a ser construída no Rio Xingu, no Pará. No pedido feito em carta nesta sexta-feira, as entidades falam da preocupação com a falta do adequado cumprimento dos dispositivos legais relativos aos direitos humanos e ambientais. A suspensão deveria valer até que sejam cumpridos todos os dispositivos legais, julgadas as ações públicas e regulamentados os procedimentos de consulta dos povos indígenas e populações ribeirinhas.

Segundo as associações, "os encaminhamentos e decisões relativas a usina estão descumprindo uma disposição legal, a Convenção 169" (sobre os povos indígenas), amplamente acatada no plano internacional e já incorporada pela legislação brasileira. Afirmam ainda que "o cronograma das obras não pode se sobrepor às obri…