Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 28, 2011

Sem controle, torres de telefonia celular representam perigo em Santarém

Imagem
Alailson Muniz

Editor-chefe de O Estado do Tapajós
A cada dia aumenta o número de torres de telefonia celular em Santarém. Em alguns casos, elas não ficam nem cinco metros uma distante da outra. A construção dessas torres acontece mediante autorização do Setor de Obras e Fiscalização, órgão da Seminf (Secretaria Municipal de Infraestrutura), mas o que se tem notado é que o número de quantidade dessas estações tem se multiplicado para uma cidade de pouco mais de 300 mil habitantes.
São exigidos como requisito um laudo do Corpo de Bombeiros, Licença Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) e Registro do CRE-A (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia), mas não há nenhuma legislação municipal que regulamente a localização dessas torres.
Esses órgãos também não dispõem de técnicos que possam atestar como seguro os níveis de radiação emitidos pelas ondas eletromagnéticas ou ondas de radiofreqüências das antenas.Leia mais: Estado doTapajós.