Postagens

Mostrando postagens de Junho 18, 2011

Santarém: Construção da praça das flores.

Paralela à recuperação e manutenção de praças e da Orla, a secretaria municipal de Infraestrutura (SEMINF) está fazendo a construção de mais um novo espaço público: a Praça das Flores, nome escolhido pelos moradores do bairro Santa Clara na noite do dia  (16/06), por ocasião de uma reunião da qual participaram representantes do governo municipal, como a prefeita Maria do Carmo, o secretário de Infraestrutura, Inácio Correa, a arquiteta Alba Valéria e a coordenadora de Ação Social, Denise Marsala, junto com o presidente da Associação de moradores da área, o Sr. Onizomar.
Na reunião, foi apresentado o projeto da praça que começou a ser construída na área triangular situada no cruzamento da Avenida Barão do Rio Branco e Rua Afonso Pena.
Informações PMS

Sarney e Collor: Os guardiões da história do país?

A quem per­tencem os ar­quivos históricos que doc­u­mentam a história de um país? No Brasil, se­nadores dis­cutem a pos­si­bil­i­dade de ocultar por tempo in­de­ter­mi­nado o acesso a doc­u­mentos con­sid­er­ados ul­tra­sse­cretos e que, se­gundo al­guns, se­riam del­i­cados ou com­pro­m­ete­dores. Por pressão de ali­ados in­flu­entes lid­er­ados pelos ex-pres­i­dentes Collor e Sarney, o gov­erno tenta asse­gurar o di­reito de manter doc­u­mentos que con­tenham in­for­mações sen­síveis longe do domínio pub­lico por tempo in­de­ter­mi­nado. No ano pas­sado, o gov­erno Lula aceitou que a Câ­mara al­terasse o pro­jeto de lei de aces­so à in­for­mação pública,que orig­i­nal­mente previa o sigilo eterno para doc­u­mentos sen­síveis, por um limite de 50 anos. Quando o texto já trami­tava no Se­nado, o gov­erno Dilma, que antes de­fendia o texto aprovado na Câ­mara, passou a sim­pa­tizar com  a ren­o­vação ilim­i­tada do sigilo para doc­u­mentos ofi­ciais. Agora, o Se­nado tr…