Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 24, 2011

Intransitável

Imagem
Diversas ruas no bairro do santarenzinho estão em situação de extrema precariedade. Com a ausência do poder público municipal para minimizar o problema e deixá-las trafegáveis os moradores são obrigados a gastar do seu bolso (já pagamos impostos) para que os carros possam passar sem danos.

Remo e São Raimundo estreiam no Parazão

Já chega de amistosos, jogos-treinos, isso tudo acabou! Chegou a hora de colocar em prática tudo aquilo que foi feito nos últimos meses. Este é o momento de provar que a preparação foi bem feita. Clube do Remo e São Raimundo se enfrentam nesta segunda-feira (24), às 20h30, no Baenão, no primeiro jogo das duas equipes pelo Parazão 2011. De fato, este será o primeiro teste para os dois times, que renovaram o elenco de suas equipes na esperança de fazer uma temporada totalmente diferente do ano passado, em que Leão e Pantera pisaram na bola e deixaram muito a desejar.
Os remistas vão a campo com um time jovem, com média de idade de 21 anos. Um dos pontos mais fortes do time treinado pelo técnico Paulo Comelli é a defesa. Lá atrás, a dupla de zaga formada por Rafael Morisco e Paulo Sérgio, com o apoio dos laterais Elsinho e Marlon, não deixou o Leão tomar gol nas três partidas realizadas este ano. Em contrapartida, o ataque ainda não balançou as redes. Por isso, a maior preoc…

MP vistoria obras de teatro em Santarém

No último dia 22, uma equipe de promotores do Ministério Público Estadual (MP), juntamente com a Prefeita de Santarém, Maria do Carmo Martins Lima e o Procurador Geral do MP Geraldo Mendonça, visitaram as obras de reforma do prédio onde funcionou o primeiro teatro santareno nos meados de 1896, período áureo da borracha na Amazônia.
Segundo o procurador do MP, a visita teve por objetivo avaliar as condições do prédio uma vez que na última quinta-feira, 20, no final da tarde, parte das paredes da construção cederam após as fortes chuvas que caíram sobre o município.
Ele falou que todo o projeto de reforma do prédio está obedecendo aos critérios de segurança estabelecidos pelo MP e que, infelizmente, o prazo de entrega da obra, que era de 180 dias, não será cumprido devido a problemas causados principalmente pelo clima da região. (Diário do Pará)